RSS

Arquivo da tag: Divulgação Cultural

Pesquisadora Elaine Bordalo, do CPA/RJ, lança livro

Acaba de ser publicado, pelo Grupo Editorial Scortecci, um livro que trata de um assunto ainda pouco pesquisado, mas muito instigante e que envolve História Antiga e Direito.

Delitos Contra A Divindade No Mundo Antigo é um livro que propõe uma viagem ao período Pré-Clássico na Babilônia de Hammurabi e ao período bíblico do Antigo Testamento com o profeta Moisés. Uma análise comparativa dos códigos de Hammurabi e de Moisés com intuito de trazer à discussão questões que envolviam o roubo ao “Sagrado”.

A autora Elaine Bordalo, historiadora, especialista em História Antiga e Medieval pela Faculdade São Bento/RJ e Pós-Graduanda em Arqueologia, História e Sociedade pela Universidade de Santo Amaro, pesquisadora da História do Antigo Israel e membro do Centro de Pesquisas da Antiguidade (CPA/RJ) tratou o tema com seriedade buscando na historiografia e em fontes históricas a argumentação necessária para fundamentar a pesquisa. Esta poderá abrir novos questionamentos sobre a política e a religião no Antigo Oriente Próximo.

Com prefácio do Professor Doutor em Filosofia Victor Sales Pinheiro, Delitos Contra A Divindade No Mundo Antigo é um livro que vale a pena conferir!

O livro já se encontra disponível no site da Livraria Virtual Asabeça:

http://www.asabeca.com.br/detalhes.php?prod=6654&friurl=_-DELITOS-CONTRA-A-DIVINDADE-NO-MUNDO-ANTIGO–Elaine-Bordalo-_&kb=884#.UrI5HOl3vIU

Livro Elaine

Anúncios
 

Tags: , , , , , ,

O CPA/RJ te leva: Museu Histórico da Fazenda das Posses

Réplica da Fazenda das Posses 1904 Fonte: Acervo pessoal

Réplica da Fazenda das Posses 1904
Fonte: Acervo pessoal

Repleto de objetos, como: louças, bomba de gasolina, máquina de lavar, trajes de vestuário, moedas, etc., de várias décadas do século XX. O acervo do Museu é bem diversificado, com ambientes montados que demonstram uma casa de colono, do começo do século passado.

O Museu Histórico da Fazenda das Posses é um Patrimônio Material que retrata bem a colonização holandesa na região. Um ponto turístico, cultural e histórico que vale a visita.

Diversas peças do acervo. Fonte: Acervo pessoal

Diversas peças do acervo.
Fonte: Acervo pessoal

Máquina de lavar de 1962. Fonte: Acervo pessoal

Máquina de lavar de 1962.
Fonte: Acervo pessoal

O Museu está localizado ao lado do Ginásio de Esportes, da Cooperativa de Campos de Holambra, no estado de São Paulo. A visita é gratuita, mas ela deve ser agendada pelo telefone (014) 9787-4760, com o Sr. Antônius Eltink.

Bomba de gasolina (datada de metade do século XX). Fonte: Acervo pessoal

Bomba de gasolina (datada de metade do século XX).
Fonte: Acervo pessoal

 

 

Tags: , , , , ,

Agenda cultural!

121146607_534284059977126_537939032_n557995_664005206960559_1795973266_n970498_552762798104191_690310118_n1151012_604946306194019_446037613_nSem título525718_613817101983160_441388327_n

 

Tags: , , ,

Fique por dentro!

25%20de%20abrilclique na imagem para ampliarclique na imagem para ampliar800X1000_convite_virtual%20copy

 

Tags: ,

Descoberto em Jerusalém Mikveh do período do Segundo Templo

Em uma escavação arqueológica no bairro de Kiryat Menachem, em Jerusalém foi encontrado um local de banho ritual, Mikveh com uso datado do primeiro século, período do Segundo Templo.

Segundo o diretor da escavação Benjamin Stortz’n: “Nos últimos anos muitos banhos rituais muitas foram descobertos em Jerusalém, mas a descoberta deste sistema de alimentação de água nesta escavação é único e incomum. O banho ritual (Mikveh) consiste em uma cavidade subterrânea conduzida por escadas. As águas das chuvas desejavam em três bacias bacias hidrográficas que estavam esculpida no teto no desejado e despejavam a água doce através dos canais no local desejado banhos conhecidos até agora, são frequentemente compostas de um espaço fechado que canalizou a água da chuva em um pequeno lago escavado nas proximidades sistema exposto agora sofisticado e mais complexo esperava envolver visto a partir da liquidação estava no durante o período do Segundo Templo, provável, devido ao regime de chuvas e a seca na região, os moradores procuravam técnicas especiais que permitissem armazenar cada gota de água’.

O Mikveh foi construído de acordo com as leis de kashrut, com as bacias hidrográficas, e para garantir que não vazassem o local foi revestido com um gesso especial.

Segundo o arqueólogo do Distrito de Jerusalém, Amit Ram,  a comunidade local já demonstrou grande interesse na preservação deste lugar histórico. Assim como a Autoridade de Antiguidades de Israel e professores estão empenhados na restauração deste achado que é um verdadeiro tesouro arqueológico para a cultura e a memória da região.

clique na imagem para aumentar

Fonte: http://www.cafetorah.com/portal/mikveh-do-primeiro-seculo-descoberto-em-jerusalem

 

Tags: , , , ,

Agenda Cultura!

clique na imagem para ampliar

clique na imagem para ampliarws__clique na imagem para ampliarclique na imagem para ampliarclique na imagem para ampliar

 

 

 

Tags: , , , ,

Fique por dentro!

 

Tags: , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: