RSS

Perfil Histórico de Salomé – Rainha da Judéia

16 out
Veja este e outros conteúdos em nosso novo blog.
Palácio da Dinastia Hasmoneana – Encontrada na Maquete do Centro Cultural Jerusalém

Palácio da Dinastia Hasmoneana – Encontrada na Maquete do Centro Cultural Jerusalém

Na Judéia, em um tempo de dominação síria, no período helenístico, um rebelde toma a liderança nas revoltas e vence seguidas batalhas pela libertação da Judéia. Filho mais velho do sacerdote Matatias, Judas o Macabeu deu início a dinastia Hasmonea. Dinastia que reinou sobre a Judéia por mais de um século.

O terceiro rei hasmoneu foi Alexandre Janeu que em 103 a.C. assumiu a Judéia e a região da Galiléia que tinha sido incorporada ao reino por seu antecessor. Alexandre fez um governo expansionista de grandes campanhas militares, mas que suscitaram inúmeras revoltas civis e intensas crises com os fariseus. Com a derrota de Alexandre para os Nabateus, os fariseus revoltaram-se contra Janeu que colocou fim a revolta com uma maciça execução, como atesta Connolly “Alexandre pôs fim à revolta com grande selvageria. Ele crucificou 800 de seus oponentes em frente a seu palácio em Jerusalém, de onde ele a as mulheres de seu harém puderam assisti-los morrer em agonia”.

Alexandre adoeceu e sofrendo com uma interminável febre, sua morte era iminente, Salomé sabendo da aversão que o povo sentia pelo rei, temeu que com a morte de Janeu essa ira se voltasse contra ela e seus filhos. Josefo descreve o conselho de Alexandre, para sua esposa Salomé “Se quiserdes seguir o meu conselho, podereis conservar o reino e também os nossos filhos. Ocultai a minha morte aos meus soldados até que esta praça[1] tenha sido tomada. Depois que voltardes vitoriosa a Jerusalém, procurai conquistar o afeto dos fariseus, dando-lhes alguma autoridade, a fim de que essa honra os induza a louvar publicamente, perante o povo, a vossa magnanimidade”. (2007, p. 630).

Em 76 a.C. Alexandre morreu e sua esposa seguiu seu conselho, iniciando um período de tranquilidade para os fariseus. Salomé, conhecida como Alexandra subiu ao trono. “Quando, em 76, Alexandre morreu, sua esposa Salomé Alexandra assumiu o governo como rainha (76-67), enquanto que seu filho Hircano II recebeu o cargo de sumo sacerdote que sua mãe não podia assumir pessoalmente” (Gunneweg, 2005, p.271).

A rainha Alexandra voltou a Jerusalém vitoriosa pela conquista da Fortaleza de Ragaba e declarou que governaria com o apoio dos fariseus, esta aliança deu aos fariseus grande importância como partido político na época. Revertendo a fúria contra Janeu em apoio a rainha Salomé Alexandra e ainda ofereceram um grandioso funeral ao rei Alexandre, com tamanha pomba como a nenhum outro rei antes.

Para a rainha o tempo não foi exatamente de paz, os fariseus queriam a morte de todos que participaram na crucificação ordenada por Janeu contra os fariseus, assim como de todos que poderiam ameaçá-los no poder. Por outro lado estavam aqueles que prestaram serviços ao rei com fidelidade. Situação que se estendeu por todo reinado de Salomé. Ora cedendo para um lado, ora para o outro, mas em comparação ao reinado de seu marido Alexandre, Salomé fez um reinado de paz e tranquilidade na Judéia.

Vista Lateral do Palácio Hasmoneu – Maquete Centro Cultural Jerusalém

Vista Lateral do Palácio Hasmoneu – Maquete Centro Cultural Jerusalém


[1] Praça refere-se à fortaleza de Ragaba, próximo ao rio Jordão.

 

Referência Bibliográfica

Bacon, Josephine. Civilização Judaica – 4000 anos de História. Dubai: Dinalivro, 2003.
Connolly, Peter. Vivendo nos tempos de Jesus de Nazaré. Israel:Steimatzky, 2000.
Gunneweg, Antonius H. J. História de Israel. São Paulo: Editora Loyola, 2005.
Josefo, Flávio. História dos Hebreus. 11ª Ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.
Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 16/10/2009 em PERFIL HISTÓRICO

 

Tags: , ,

Uma resposta para “Perfil Histórico de Salomé – Rainha da Judéia

  1. Alexandre Janeu II

    12/08/2010 at 9:13 PM

    Obrigado por lembrarem e tratarem meus ancestrais com o respeito e a dignidade que eles merecem. Dignidade e honra esta que deram a todo Israel. O Rei Janeu foi o mais brilhante de todos os reis hasmoneus e quiça de Israel. Muitos escrevem flando apenas do sangue derramado, mas poucos falam dos avanços e conquistas para o Estado Judeu.
    Sou desccendente direto de Jonatas Matatias, o filho esquecido do último Rei Hasmoneu Antígonos I (Matatias Antígonos), filho que foi salvo e escondido pelos generais leais a ele, enviando-o aos aliados Parthos que protegeram e cuidaram dele e depois enviando-o o Reino que hoje é a Hungria e depois de lá Romênia, Reino dos Francos e depois Sepharad. Eu sou Alexandre Janeu II, descendente direto e legítimo dos Reis Hasmoneus, Chefe da Casa Real dos Hasmoneus. Obrigado e Shalom!

     

Deixe aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: