RSS

Cesáreia, a afronta

21 set
Veja este e outros conteúdos em nosso novo blog.

Durante a dominação romana na Judéia, Herodes foi declarado rei da Judéia por Roma, no final do século I a.C. Tomou posse da Judéia para manter a ordem na então província romana. Herodes o grande já conhecido por suas construções monumentais na Judéia. Sentindo a deficiência de seus portos, decidiu transformar uma aldeia de pescadores em o mais importante e grandioso porto da região.

Vista aérea do porto de Cesaréia

Vista aérea do porto de Cesaréia

O porto apto a receber um grande número de navios, contava com um elaborado sistema de esgoto, sendo considerado por isso o mais moderno, em todo mundo antigo. Próximo ao porto, em uma colina foi construído um templo para culto ao imperador romano Augusto.

As façanhas da engenharia durante o reinado de Herodes transformaram a antiga aldeia em uma cidade de grande beleza, com requintados palácios de mármore, onde até as casas particulares eram luxuosas possuindo uma arquitetura excepcional. Na cidade era encontrada uma enorme variedade de mercadorias e objetos, atraindo pessoas de regiões distantes.

Restos do aqueduto construido por Herodes

Restos do aqueduto construido por Herodes

A cidade que foi construída por Herodes de 22 a.C. a 9 a. C. e recebeu o nome de Cesaréia em homenagem a Augusto, passou a ser símbolo de riqueza e beleza admiráveis. Tornando-se a principal residência de procuradores romanos e posteriormente dos reis da Judéia. A cidade estava adequada aos costumes romanos, Herodes trouxe para Cesaréia: banhos públicos, estádio, aqueduto, teatro e anfiteatro.

Herodes fez da cidade uma vitrine para o mundo Greco-romano como descreve Josefo[1]Ele quis celebrar a dedicação com toda suntuosidade possível e imaginável. Mandou vir de todas as partes, todos que tinham fama de excelentes músicos, lutadores ou atletas de corridas e das outras espécies de exercícios. Reuniu um grande número de gladiadores, animais ferozes, cavalos rapidíssimos e tudo o que se usa nesses espetáculos tão apreciados pelos romanos e por outras nações. Consagrou todos esses jogos em honra de Augusto e ordenou que fossem repetidos cada cinco anos”. (2007, p. 751)

Cesaréia uma cidade tipicamente herodiana que fora construída com tamanha magnificência tornou-se uma afronta para o povo judeu. Herodes edificou uma cidade pagã, com culto ao imperador e ainda atribuindo todas as honras a Roma. Uma pequena parcela da população era de judeus, neste período.

Com isso firmou-se o pensamento, nutrido pela maioria dos judeus em relação a Herodes; de sua completa submissão a Roma, a grande massa do povo não o reconhecia como um líder, papel que durante o reinado de Herodes foi exercido pelos fariseus. Embora Herodes tenha feito um governo de relativa paz e marcado por grandiosas edificações, para o povo judeu ele não passou de um rei gentio.


[1] Flávio Josefo historiador da Judéia, séc I d.C. texto de sua obra antiguidades judaicas. Hoje compilada em História dos Hebreus.

Referência Bibliográfica

BORGER, Hans. Uma história do povo judeu. São Paulo: Sêfer, 1999.

CONNOLLY, Peter. Vivendo nos tempos de Jesus de Nazaré. Israel: Steimatzky, 1983.

JOSEFO, Flávio. História dos hebreus.  11ª Edição Rio de Janeiro: CPAD, 2007

ROGERSON, John. Terras da Bíblia. Barcelona: Folio 2004.

Anúncios
 

Tags: , ,

Deixe aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: