RSS

Tortura na Judéia

28 ago
Veja este e outros conteúdos em nosso novo blog.

As províncias dominadas por Roma foram expostas a humilhações, castigos e torturas, exceto os cidadãos romanos, a quem eram aplicados julgamentos apropriados. Embora a prática da dominação romana fosse de preservar as instituições dominadas, justificadas pela carga tributária imposta. Roma sabia bem utilizar-se de punições cruéis.

Em 63 a.C. a Judéia foi dominada pelos romanos, e muitos judeus e judeu-cristãos padeceram sob o jugo romano, passando por vários tipos de flagelos. Um deles o açoitamento era utilizado como aviso aos suspeitos de crime, geralmente os açoites precediam a execução. As execuções na verdade não passavam dos resultados das torturas infligidas.

O governador da província tinha dentre suas funções a de julgar e condenar, com penas que variavam entre espancamento, prisão e pena de morte na cruz geralmente usada para acusados de banditismo, rebeldia e assassinatos. A execução na cruz não começou em Roma como atesta Rushansky “Embora tenham sido os romanos que trouxeram a crucificação para o conhecimento universal, a origem dessa estranha e cruel punição provinha originalmente da Pérsia, onde o condenado não devia tocar com os pés a terra, que era sagrada. Da Pérsia migrou a punição para Cartago e, de Cartago, para Roma”. (2005 pág. 81).

A crucificação ocorria fora da cidade, em locais onde todos pudessem acompanhar para que servisse de exemplo para os possíveis rebeldes. Aos condenados, já no local de execução, era servido uma mistura de vinagre com fel. Esse martírio só teve fim no século IV com Constantino I. Quando a cruz virou símbolo do cristianismo.

Cruzes, Instituto de Estudos Bíblicos de Ein Karem

Cruzes, Instituto de Estudos Bíblicos de Ein Karem

Além das torturas físicas, existiram também as torturas psicológicas que para o povo judeu estava intimamente ligado a religião. Como na proposta de profanação do templo judeu, quando Calígula Imperador de Roma determinou que sua imagem fosse posta dentro do templo, o que era um ultraje as tradições judaicas de não cultuar imagens, a revolta eminente não se concretizou devido ao assassinato de Calígula no ano de 41 d.C.

Os judeus também utilizaram das punições e execuções. No caso de blasfêmia religiosa poderia ser aplicado o apedrejamento, o filho que agredisse ao pai, poderia ser estrangulado com um colar de metal. Nos casos de violência sexual, o agressor era enterrado em esterco até a cintura e sua boca era aberta forçosamente para adentrar uma tocha acesa.

Flagelos e execuções cruéis fizeram parte da antiguidade. Em nossa sociedade contemporânea, num mundo chamado por “novo”, na era da tecnologia moderna; ainda são utilizadas as mais variadas formas de torturas em todas as idades e em ambos os sexos. Com isso chegamos à conclusão que não mudou muita coisa.

Referências Bibliográficas:

CONNOLLY,Peter. Vivendo nos tempos de Jesus de Nazaré. Israel: Steimatzky,2000.

GUNNEWEG, Antonius H. J. História de Israel. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

JOLY, Fábio Duarte. A escravidão na Roma antiga. São Paulo: Alameda, 2005.

RUSHANSKY, Efraim. O Palco da História – Raízes Judaicas e o Cristianismo. Jerusalém: T- Land, 2005.

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 28/08/2009 em HISTÓRIA ANTIGA

 

Tags: , ,

2 Respostas para “Tortura na Judéia

  1. Erica Lima

    15/09/2009 at 3:08 PM

    Muito interessante!!! Jamais imaginaria que a cruz veio da Pérsia e não de Roma. Parabéns pela descoberta!

     
  2. Antonio Carlos

    02/09/2009 at 10:49 PM

    Boa noite Prª Elaine!

    Esse tópico veio ressaltar que as tonturas de antigamente são idênticas com as de hoje só mudou de nome….

    Deus nos manda as pessoas para aprendermos com elas, descobrirmos com elas quem realmente somos e entre altos e baixos vc cumpriu sua missão..

     

Deixe aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: