RSS

Templo de Salomão

19 jul

Desde a antiguidade encontramos a presença do templo, as cidades urbanas aparecem na Mesopotâmia com a construção inicial do templo, que era a casa do Deus, na Mesopotâmia o povo não tinha acesso ao templo, somente viam as imagens nas procissões. Depois das edificações do templo começavam as construções dos palácios. Semelhantemente aconteceu com os israelitas, o rei Salomão que construiu o primeiro templo de Jerusalém[1], o edificou antes de construir seu palácio.

O templo de Salomão era parcialmente restrito aos sacerdotes, os judeus tinham liberdade para circular, exceto no espaço sacerdotal, já os não judeus, em qualquer parte que eles adentrassem a punição era a morte. E ao contrário dos templos do mundo antigo, não havia nenhuma imagem para representar o Deus dos hebreus que era invisível, o edifício do templo era dividido em Santo e Santo dos Santos, onde somente o sumo sacerdote poderia entrar e nele estava a arca da aliança onde eram guardadas as tábuas da lei, entregue a Moisés.

Neste edifício eram guardadas também as vestes cerimoniais, os instrumentos musicais, os utensílios usados para o sacrifício e os tesouros do templo. Havia ainda engradados para alojar os animais destinados ao sacrifício, um depósito de lenha, uma padaria para o preparo do pão sagrado e um banheiro para purificação sacerdotal.

Segundo Ausubel: “O templo era construído em pedra lavrada, as paredes e os tetos de seu interior eram forrados de cedro e incrustados de ouro. O chão e as portas dobráveis eram feitas de abeto, os portais eram de madeira de oliveira. Todo o interior era ornamentado com figuras entalhadas que representavam querubins, palmeiras, flores e botões, tudo também recoberto de ouro” (1989, p. 883)

A decoração do templo de Salomão estava a cargo de arquitetos, ourives e escultores enviados de Tiro, Fenícia, pelo rei Hirão aliado de Salomão.  Por ser o primeiro templo a ser construído na Jerusalém antiga, ele não possuía um estilo próprio, todas as suas dependências, assim como seus objetos foram fortemente influenciadas por outros povos.

O culto no templo era ao som de música instrumental e coral, original em sua concepção pela ausência de adoração a imagens e uma total repulsa a prostituição cultual presentes na religiosidade de muitas civilizações antigas. A liturgia e toda beleza encontrada no templo remetia ao jardim do Éden, ao paraíso, um mergulho espiritual na busca do sagrado, do divino.

O templo era o local propício para o rito sacrificial, no período de Salomão aproximadamente em 955 a.C., as narrativas bíblicas atestam no livro dos reis por ocasião da festa dos Tabernáculos, que o rei, os sacerdotes e o povo participaram de um enorme banquete com o sacrifício de “vinte e dois mil bois, e cento e vinte mil ovelhas”. (Reis I 8: 63,  1998, p. 483)

Altar dos quatro chifres, utilizado para queima de incenso ou de pássaros, semelhante ao altar no pátio do Templo

Mas o período da construção do templo trouxe a Salomão muitas inimizades. Com a instituição e centralização do sacerdócio no templo, alguns sentiam rebaixadas as cerimônias realizadas nos antigos altares. Outro motivo de descontentamento foi o aumento na tributação e principalmente a necessidade de um grande contingente de trabalhadores[2], muitos deles retirados dos campos, o que prejudicava a produção agrícola.

Os recursos diminuíram consideravelmente, Salomão teve que entregar vinte cidades[3] em pagamento ao rei de Tiro, o povo passou por momentos de abnegação. Mas ao final da construção a cidade de Jerusalém passou a receber uma grande quantidade de peregrinos que vinham de todas as partes, visitar e conhecer o templo. Além da sede espiritual, tinham também necessidades físicas e materiais[4], com isso traziam riquezas à Jerusalém.

O templo unificou a religiosidade israelita, trouxe ao povo a realidade de uma nação tecida pelo sagrado, uma busca incessante na antiguidade. “O Templo e a entronização de Javé permitiram, pois, que Salomão reivindicasse Jerusalém como herança eterna da Casa de Davi. A construção do Templo foi um ato de conquista, um meio de ocupar a Terra Prometida com respaldo divino” (ARMSTRONG, 2000, p. 79).

Perspectiva do Primeiro Templo de Jerusalém

[1] Segundo Flávio Josefo, historiador contemporâneo ao Segundo Templo, Salomão começou a construir o templo no quarto ano de seu reinado, levando apenas sete anos para sua conclusão (2007, p. 386).  Que permaneceu de pé por 410 anos até a destruição pelos babilônios em 586 a.C.

[2] Cento e cinquenta mil homens trabalharam na construção do templo, foram utilizadas também de mão de obra forçada.

[3] A professora da Universidade de Londres Karen Armstrong acredita que essas cidades eram da região da Galiléia ocidental.

[4] Os estrangeiros necessitavam de alimentação, hospedagem.

 Referências Bibliográficas:

ARMSTRONG, Karen. Jerusalém Uma Cidade, Três Religiões. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

BÍBLIA de Jerusalém. São Paulo: Paulus,1998.

BORGER, Hans. Uma História do Povo Judeu. São Paulo: Sêfer, 1999.

GUNNEWEG, Antonius H.J. História de Israel. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

JOHNSON, Paul. História dos Judeus. Rio de Janeiro: Imago, 1995.

JOSEFO, Flávio. História dos Hebreus. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.

KESSLER, Rainer. História Social Do Antigo Israel. São Paulo: Paulinas, 2009.

SANTOS, António Ramos. A Babilónia dos Caldeus – Uma caracterização socioeconômica. Lisboa: Edições Colibri, 2003.

About these ads
 

Tags:

4 Respostas para “Templo de Salomão

  1. REBECA

    13/09/2010 at 5:16 PM

    ADOREIIIII.UMAS DAS PRIMEIRAS COISAS GRANDIOSAS FEITA POR O HOMEN PARA DEUS….TO CURSANDO ENGENHARIA CIVIL ….ACHO EXTRODINAMENTE MARAVILHOSO ,RICO EM PASSADO

     
  2. Beth

    05/09/2010 at 11:26 PM

    Gostei d+ da exposição feita sobre a construção do templo com informações que normalmente não teriamos acesso. Parabéns!!!!!!

     
  3. Renata França Marangoni

    29/07/2010 at 12:53 AM

    Caro Prof. Sant1Anna, gostei do artigo! Estou interessada em algumas informacões sobre a maquete do Templo de Salomão. Como posso fazer?
    Tenho algumas duvidas de qual a epoca que a maquet foi construida e nçao sei como encontrar estes dados.

    atenciosamente

    Renata

     
    • Prof. Marcio Sant´Anna

      01/08/2010 at 11:16 AM

      Cara Renata,

      Maiores informações acerca da maquete e também do templo de Salomão podem ser obtidas diretamente no site do Centro Cultutral Jerusalém (www.centroculturaljerusalem.com.br). No próprio blog há um link para lá. Caso ainda persista alguma dúvida, envie uma mensagem por lá através do “Fale conosco”.
      Um grande abraço e continue com a gente.

      Prof. Marcio Sant´Anna

       

Deixe aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 55 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: